Dr. José Dias Rego, membro da Academia Brasileira de Pediatria, é escolhido como Médico do Ano 2017, no Rio de Janeiro


O pediatra dr. José Dias Rêgo, titular 1 da cadeira nº 23 na Academia Brasileira de Pediatria (ABP) da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), foi escolhido como o Médico do Ano de 2017 pela Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro (SMCRJ). Ele é conhecido no País por sua atuação como pediatra, incluindo trabalhos e livros publicados sobre a importância do aleitamento materno, reanimação neonatal e sua dedicação na Neonatologia, em especial na humanização ao atendimento ao recém-nascido.

“Ser homenageado pelas nossas sociedades médicas é sempre algo muito gratificante. Não digo que seja sorte, mas, sim, um reconhecimento que vem de muita dedicação e estudo. Quando a SMCRJ entrou em contato comigo, anunciando que eu seria o médico homenageado deste ano, senti-me muito agraciado”, declarou. A solenidade de entrega da homenagem aconteceu na segunda-feira (16), no Auditório Geral Nobre do Hospital Universitário Gafreé e Guinle, na Tijuca, zona Norte do Rio, e contou também com a participação do secretário-geral e do 1º secretário da SBP, drs. Sidnei Ferreira e Claudio Hoineff, respectivamente, representando a instituição.

MÉDICOS DO ANO – Chegando à sua 39ª edição, a homenagem que acontece anualmente, desde 1978, é realizada pela centenária Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro e tem objetivo de reconhecer médicos dedicados à profissão. Ivo Pitangui, Pedro Ernesto, Paulo Niemeyer e Raul Fialho de Faria Junior são alguns dos médicos que já foram agraciados com o reconhecimento. Na solenidade desse ano também foi apresentada a nova diretoria da SMCRJ (triênio 2017/2020) que antes era presidida pela Dra. Marília de Abreu da Silva a agora estará sobre o comando do Jorge Farha, médico com grande representatividade junto à classe médica.

Na entrega do título outorgado, dr. José Dias Rêgo ressaltou que deve suas conquistas a todos os profissionais que estiveram e estão ao seu lado, sempre em busca de avanços e de novas tecnologias para trazer mais qualidade de vida ao prematuro. “Receber essa homenagem muito me honra. Esse reconhecimento não é somente para mim e, sim, repito, para todos os profissionais e equipes das quais participei e participo até hoje, seja liderando ou como parte integrante”, comemorou.

ESCOLHA – Antes de optar pela especialidade, que exerce há cinco décadas, dr. Dias Rego, ainda estudante, imaginava que seria obstetra. Porém, no quinto período da faculdade, após ser aprovado e classificado para trabalhar em prontos-socorros da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) do Rio de Janeiro, o seu então chefe de equipe o indicou para atuar na sala de atendimento infantil.

Na época, o jovem quintanista, timidamente, respondeu que não sabia nada sobre crianças, mas mesmo assim o enviaram para o local, onde, segundo conta, teve a sorte de conhecer três pediatras que lhe deram todo o apoio. Dessa forma, começou seu envolvimento com a pediatria. “De lá para cá nunca pensei em outra coisa, a paixão pela pediatria foi aumentando gradativamente”, ressaltou o médico.

TRAJETÓRIA – Desde a sua formação, em 1967, na então chamada “Escola de Medicina e Cirurgia”, dr. Dias Rego continuou avançando em sua trajetória, pontuada por conquistas como a Residência Médica no HSE (onde foi concursado após cinco anos, indo para a Maternidade Alexander Fleming) e a aprovação em concurso da SMS (Hospital Salles Netto). Em todas as etapas, sempre atuou em prol da Pediatria, com foco na saúde das crianças e adolescentes.

Durante sua vida profissional, o médico publicou três livros sobre aleitamento materno e reanimação neonatal, contribuindo, ainda com capítulos em mais de 20 importantes obras sobre temas da Pediatria. No campo da pesquisa, trabalhou sobre assuntos diversos, como a importância do aleitamento materno desde os primeiros minutos de vida do bebê, ainda na sala de parto; a participação da mãe na UTI Neonatal; a terapia de reidratação oral; a humanização da equipe médica no atendimento ao recém-nascido (Método Canguru); e a prevenção de acidentes e suicídios; entre outros.

Link Original | Sociedade Brasileira de Pediatria (com informações da assessoria de imprensa da SMCRJ) | 23/10/2017

Últimas notícias

Fala Baby 4ª Edição – Junho 2018

6 de junho de 2018


Os riscos de segurança às crianças escondidos em casa

5 de junho de 2018


Saúde neurológica é afetada por falta de sono persistente

4 de junho de 2018


‘Negociar’ decisões com filhos incentiva argumentação e autoconfiança neles

13 de Maio de 2018


Especialistas explicam o que pode ter levado enfermeira a cometer crimes

4 de Maio de 2018