Seu filho não cresce? Veja quando é o momento de procurar ajuda médica


Bernado, de 12 anos, começou o tratamento com hormônio do crescimento e já cresceu três centímetros desde abril Foto: Arquivo pessoal

Ir buscar o filho na escola e perceber que ele é o menor da turma causa preocupação na maioria dos pais. Segundo a endocrinologista pediátrica Fernanda André, é comum os responsáveis chegarem ao consultório intrigados com o crescimento dos filhos ao perceberem que os coleguinhas são bem maiores.

— Recebo mais pais que acham do que há algo errado com os filhos do que pais encaminhados por pediatras — afirma Fernanda.

O crescimento da criança deve ser observado pelos pais e acompanhado pelo pediatra, que vai comparar a altura do menino ou da menina com as curvas de crescimento indicadas para a idade e o sexo. Veja aqui a tabela para meninos de 0 a 5 anosmeninas de 0 a 5 anosmeninos de 5 a 19 anos e meninas de 5 a 19 anos (confira abaixo como saber se seu filho está na altura adequada para a idade).

— Quando a criança cresce abaixo da curva de crescimento própria para a idade e o sexo e tem uma redução da velocidade de crescimento em um período determinado, deve-se iniciar uma investigação através de exames laboratoriais e de imagem — diz Aline Magnino, pediatra do Grupo Prontobaby.

Desde que era bebê, Bernardo apresenta estatura menor do que o recomendado. Preocupada, sua mãe, Patrícia Alves Fernandes, procurou por profissionais que pudessem ajudar no crescimento de seu filho. Após uma consulta com Fernanda André, o menino de 12 anos começou o tratamento hormonal.

— Ele sempre esteve abaixo da curva do crescimento. Ao chegar na idade do início da puberdade sem dar sinais dela, procurei ajuda. Fizemos o teste e ele produz hormônio do crescimento, mas de maneira lenta. Iniciamos o tratamento dele em abril, quando ele tinha 1,35m. Na quinta-feira passada, voltamos ao consultório e ele cresceu três centímetros, em três meses. Isso era o que ele crescia por ano — disse Patrícia, que é terapeuta ocupacional.

Lionel Messi, camisa 10 do Barcelona e da seleção Argentina, foi diagnosticado com déficit parcial do hormônio do crescimento quando criança. Entre os 12 e 16 anos, o jogador de futebol fez um tratamento hormonal que o possibilitou a chegar aos 1,70m na idade adulta.

— Existem diversas causas para baixa estatura, entre elas, a deficiência de hormônio de crescimento. Neste caso ocorre uma redução da produção hormonal tendo como consequência a redução na velocidade de crescimento da criança. Após investigação através de exames, se for detectada a deficiência hormonal a terapia com hormônio de crescimento será indicada — explica Cristiane Pacheco, endocrinologista do Grupo Prontobaby. — Quanto mais cedo isso é observado, melhor é a resposta ao tratamento — completa Fernanda.

Fatores como genética, doenças crônicas, alterações hormonais como hipotireoidismo e distúrbios nutricionais podem prejudicar o crescimento da criança.

Como saber se o seu filho ou filha está na altura adequada para a idade

Olhando na horizontal, ache a idade de seu filho ou sua filha (nos gráficos de acordo com o sexo). Siga a linha vertical correspondente à idade de sua criança até chegar a altura dela (em centímetros). Marque um ponto sobre o cruzamento da idade e da altura, e veja sobre qual curva (ou próxima de qual) está sua criança. Olhe na legenda se o crescimento está adequado.

Legenda:

Maior que +2: altura elevada para a idade

Entre +2 e -2: altura adequada para a idade

Entre -2 e -3: altura baixa para a idade

Menor que -3: altura muito baixa para a idade

Por exemplo, se um menino de 13 anos tem 1,35m de altura, ele está abaixo da estatura esperada para a idade dele. Mas, se uma menina de 13 anos tem 1,50m, ela está com dentro da altura esperada para a idade dela.

Link original | Por Evelin Azevedo para Jornal Extra| 08/07/2018

Últimas notícias

Fala Baby 5ª Edição – Agosto 2018

10 de agosto de 2018


Hospital da Criança realiza palestras gratuitas sobre amamentação

30 de julho de 2018


Esporte contra sedentarismo

28 de julho de 2018


Rotina intensa pode causar Síndrome do Pensamento Acelerado nas crianças

27 de julho de 2018


Dicas de segurança para viajar com crianças e bebês

10 de julho de 2018