Especialistas indicam o que oferecer às crianças na ceia de Ano Novo


Criança sentada na mesa comenda cookies

Passada a comilança do Natal, é preciso pensar no que “deu certo” e no que “deu errado” na primeira ceia para mandar bem no réveillon. As crianças, principalmente, precisam receber cuidados especiais dos pais e da família para que a festa não acabe na emergência hospitalar. A alergia alimentar dos pequenos, por exemplo, é algo que deve ser respeitado. Diante de tanta comida, há o risco de algum parente oferecer — por engano — um prato que desencadeará uma crise.

— Existem crianças que têm alergias ou intolerâncias alimentares, e isso não é frescura, pode ser até fatal. Sempre pergunte aos pais antes de oferecer algum alimento à criança — aconselha Elisabete Rocha, nutricionista do Centro Terapêutico Equilybrium.

Especialistas afirmam que os menores de 2 anos não devem se alimentar do que é tradicionalmente servido na ceia, mas receber uma alimentação diferenciada.

— Os pais devem manter os cardápios habituais da criança, evitando dietas de Ano Novo. É importante evitar alimentos novos nessa época para que não ocorra qualquer tipo de intolerância alimentar e acabe atrapalhando as comemorações. Ninguém quer virar o ano no hospital — orienta Priscila de Mattos Sillero, pediatra e gerente médica do CTI Pediátrico do Prontobaby.

Fonte: Extra

Últimas notícias

Morte de bebê de 6 semanas por coronavírus acende alerta: saiba o que fazer para proteger seu filho

2 de abril de 2020


Bebê com menos de um ano morre nos EUA por COVID-19 – como proteger nossos filhos?

1 de abril de 2020


Menina de 12 anos é pessoa mais jovem a morrer por coronavírus na Europa, diz jornal

31 de março de 2020


Aleitamento materno e o novo coronavírus

29 de março de 2020


Quais cuidados específicos é preciso ter com bebês e crianças contra o novo coronavírus?

26 de março de 2020