Menina de 12 anos é pessoa mais jovem a morrer por coronavírus na Europa, diz jornal


Uma menina de 12 anos morreu por COVID-19 na Bélgica, informou a agência de saúde do governo federal do país nesta terça-feira (31). Segundo noticiou o jornal belga “Le Soir”, ela seria a vítima mais jovem do novo coronavírus da Europa.

Antes da adolescente, outras duas pessoa de idades próximas já haviam morrido no continente – que apresenta um grande número de infectados pelo SARS-CoV-2.

Jovem de 12 anos morre na Bélgica por COVID-19

De acordo com “Le Soir”, a menina testou positivo para a doença e seu estado de saúde se deteriorou após três dias de febre. Não foi informado se a vítima tinha comorbidades.

Este é o registro da vítima mais jovem da Europa pelo novo coronavírus, informou o “Le Soir”. Há registros também da morte de uma adolescente de 16 anos na França e outra de 14 anos em Portugal.

Coronavírus atinge população jovem

É sabido que a COVID-19 atinge jovens, ainda que a população idosa seja considerada o grupo mais vulnerável ao SARS-CoV-2 pelo risco de desenvolver complicações respiratórias e renais e morrer em decorrência do coronavírus.

Entretanto, a Organização Mundial de Saúde (OMS) já noticiou casos de crianças que morreram em decorrência da COVID-19.

A pediatra Patrícia Rezende, pediatra do grupo Prontobaby, também explica que, embora os casos de COVID-19 no público jovem sejam leves em sua maioria, nada impede que quadros graves sejam desenvolvidos – caracterizados pela falta de ar e até mesmo insuficiência respiratória.

Fonte: Vix

Últimas notícias

Volta às aulas: pediatra lista razões para considerar a prática não segura

10 de agosto de 2020


Pais da diversidade: como enfrentar situações de preconceito em diferentes modelos familiares

7 de agosto de 2020


8 dicas para ensinar seu filho a dormir só

4 de agosto de 2020


Rivalidade feminina e relacionamento “maternal”: o que não levar da “Barraca Do Beijo 2” para a sua vida

1 de agosto de 2020


Como o “novo normal” pode afetar o emocional das crianças com a volta às aulas

31 de julho de 2020