Grupo de cantores faz apresentação para crianças internadas em hospital do Rio


Grupo de cantores faz apresentação para crianças internadas em hospital do Rio – Divulgação

Crianças internadas no Hospital da Criança (Protobaby), na Tijuca, Zona Norte do Rio, tiveram um dia especial nesta quinta-feira. Os pequenos pacientes receberam a visita dos Cantareiros, grupo de 13 cantores que visitam hospitais para levar conforto e canto.

– Para nós, que estamos passando dias difíceis com nossos filhos internados, essas iniciativas mudam a rotina no hospital. Sem falar que vemos nossos filhos sorrindo, o que é gratificante neste momento – conta Aline Helena Lariu, de Nilópolis , que está com um de seus filhos, o pequeno Gael, internado há 15 dias na unidade.

Para a psicóloga e coordenadora do Centro de Apoio Familiar do Prontobaby, Nathália Jereissati, com as atividades, as crianças conseguem ter uma aceitação melhor do tratamento médico, além de oferecer instantes de felicidade:

– O Grupo Cantareiros tem a missão de nos trazer amor a partir da música. Dentro do hospital, onde muitas vezes passamos por situações difíceis com crianças e familiares fora de suas casas, esses artistas nos permitem experimentar bons momentos.

Segundo a coordenadora do Cantareiros, Gleda de Lalor, o grupo foi criado há 10 anos com a intenção de levar amor ao próximo.

– A música vai ao coração. É preciso ter intenção ao cantar e é aí que está a diferença. É um espetáculo para os pequenos e uma grande emoção para nós, pois cantamos com a alma – destaca ela, informando que é a primeira vez que visitam os pequenos no Prontobaby.

Link original | Por O Globo, com colaboração de Nathália Jereissati, psicóloga | 02/08/18

Últimas notícias

Volta às aulas: pediatra lista razões para considerar a prática não segura

10 de agosto de 2020


Pais da diversidade: como enfrentar situações de preconceito em diferentes modelos familiares

7 de agosto de 2020


8 dicas para ensinar seu filho a dormir só

4 de agosto de 2020


Rivalidade feminina e relacionamento “maternal”: o que não levar da “Barraca Do Beijo 2” para a sua vida

1 de agosto de 2020


Como o “novo normal” pode afetar o emocional das crianças com a volta às aulas

31 de julho de 2020